Princípios Básicos

 

Na atualidade, a Umbanda segue a ordem da pluralidade ritualística, estando hoje representada por importantes segmentos¹. Entre eles o Ritual de
Almas e Angola, que consegue associar em suas práticas internas a magia dos Orixás africanos e o culto à ancestralidade.
A Umbanda, bem como o segmento Almas e Angola fundamentam-se em alguns princípios básicos²:
• Na existência de um Deus único e onipresente;
• Na existência de Divindades ou Orixás;
• Na crença de Guias ou Entidades espirituais;
• Na existência do Espírito sobrevivendo ao homem no caminho da evolução;
• Na crença da reencarnação e na lei do Carma;
• Na prática da mediunidade sob as mais variadas apresentações;
• Na prática da caridade material e espiritual;
• Na necessidade do Ritual como elemento disciplinador dos trabalhos;
• Na crença de que o homem vive num campo de vibrações que condicionam sua vida para o bem ou para o mal, conforme sua própria tônica vibratória e o livre-arbítrio;
• Na afirmação de que as religiões constituem os diversos caminhos da evolução espiritual, que conduzem a Deus.
Enfim, podemos dizer que a Umbanda é uma religião de todos e para todos indistintamente, respeitando as diferenças e trazendo como essência a prática da caridade, do amor universal e da humildade.
 
------------------------------------------------------------------------------------------------
¹O Ritual de Almas e Angola, apesar de possuir características próprias, é um segmento da Umbanda.
² Os princípios básicos citados podem ser encontrados na Revista Espiritual de Umbanda da Editora Escala, 2005.
 
 

Trecho retirado do livro Umbanda de Almas e Angola - Ritos, Magia e Africanidade, do renomado autor: Giovani Martins