Exu tem chifre; Exu tem rabo; Exu na encruza ele é o Diabo!

19/08/2013 19:00

 

O título assusta um pouco não é? Mas é apenas a parte de um ponto cantado às vezes em uma sessão de Exu. Conhecemos vários pontos cantados em que cita Exu como Demônio ou Pombogira como Satanás.

Todos os médiuns de Almas e Angola e de outros rituais sabem que Exu não é Diabo e sim uma entidade desencarnada que viveu na terra assim como nós e que apenas sofreram algo violento em sua passagem na terra, seja no momento da morte ou no decorrer de suas vidas. Estas entidades incorporam em médiuns para conseguirem evoluírem mais do que já são evoluídos.

Por ser provocador, indecente, astucioso e sensual, é comumente confundido com a figura de Satanás, o que é um equívoco de acordo com a construção teológica yorubá, posto que não está em oposição a Deus, muito menos é considerado uma personificação do mal. Mesmo porque nesta religião não existem diabos ou entidades encarregadas única e exclusivamente de coisas ruins como fazem as religiões cristãs. Estas pregam que tudo o que acontece de errado é culpa de um único ser que foi expulso; pelo contrário, na mitologia yorubá, bem como no candomblé, cada uma das entidades tem sua porção positiva e negativa assim como o próprio ser humano.

Deixo aqui o meu apelo a todos os Ogãs e Babalorixás donos de casas; Não vamos fazer as coisas sem pensar, não vamos dar motivos para os outros falarem mal e principalmente não vamos fazer as coisas (cantar, falar) sem saber o que realmente estamos fazendo (cantando, falando). Vamos procurar saber mais de nosso ritual.

Se você conhece algum pontos cantados que distorcem a imagem de nossas entidades queridas os Exus e Pombogiras postem no comentário.

Axé de Conhecimento a todos!

 

Exu tem chifre; Exu tem rabo; Exu na encruza ele é o Diabo! Você concorda com isso?

Data: 19/05/2014

De: Jean Pierre de Souza

Assunto: Pontos Cantados

Realmente muitos pontos falam de Exu na personificação do diabo. Eu sou também atabaqueiro, e tenho um ponto de vista diferente referente aos pontos.
Em algumas situações são metáforas. Eu procuro evitar, por exmplo, o ponto do Exu de 2 Cabeças:
"Mas uma é Satanás do Inferno, e a Outra é Jesus de Nazaré"
Nesse trecho metafóricamente se diz que ele é os dois opostos em um só, assim como os seres humanos que tem seu lado bom e ruim, porém as visitas, não tem esse entendimento, ai eu substituo por:
"Mais uma é Maioral na Quimbanda, e a outra é Jesus de Nazaré."

Eu prefiro realmente deixar esses pontos de lado, pois a Umbanda já sofre tanto preconceito, e ela é tão linda pra isso...

Axé!

Data: 20/02/2014

De: RAFAEL KAMINSKI TATA INQUICE DE TEMPO DO AXE DE CASA BRANCA

Assunto: exú

Exú
exu

DIA: Segunda-feira.

CORES: Preto (ou seja, a fusão das cores primárias) e vermelho.

SÍMBOLOS: Ogó de forma fálica, falo erecto.

ELEMENTOS: Terra e fogo.

DOMÍNIOS Sexo, magia, união, poder e transformação.

SAUDAÇÃO Laroié!



Exu (Èsù) é a figura mais controversa do panteão africano, o mais humano dos orixás, senhor do princípio e da transformação. Deus da terra e do universo; na verdade, Exu é a ordem, aquele que se multiplica e se transforma na unidade elementar da existência humana. Exu é o ego de cada ser, o grande companheiro do homem no seu dia-a-dia.

Muitas são as confusões e equívocos relacionados com Exu, o pior deles associa-o à figura do diabo cristão; pintam-no como um deus voltado para a maldade, para a perversidade, que se ocuparia em semear a discórdia entre os seres humanos. Na realidade, Exu contém em si todas as contradições e conflitos inerentes ao ser humano. Exu não é totalmente bom nem totalmente mau, assim como o homem: um ser capaz de amar e odiar, unir e separar, promover a paz e a guerra.

O maniqueísmo, próprio das grandes religiões monoteístas, não se aplica ao Candomblé, muito menos a Exu. A cultura africana desconhece oposições, em especial a oposição entre bem e mal; sabe-se aqui que o bem de um pode perfeitamente ser o mal de outro, portanto, cada um deve dar o melhor de si para obter tudo de bom na sua vida, sempre cultuando, agradando e agradecendo a Exu, para que ele seja, no seu quotidiano, a manifestação do amor, da sorte, da riqueza e da prosperidade.

Exu é o orixá que entende como ninguém o princípio da reciprocidade, e, se agradado como se deve, saberá retribuir; quando agradecido pela sua retribuição, torna-se amigo e fiel escudeiro. No entanto, quando esquecido é o pior dos inimigos e volta-se contra o negligente, tirando-lhe a sorte, fechando-lhe os caminhos e trazendo catástrofes e dissabores.

Exu é a figura mais importante da cultura iorubá. Sem ele o mundo não faria sentido, pois só através de Exu é que se chega aos demais orixás e ao Deus Supremo Olodumaré. Exu fala toda as línguas e permite a comunicação entre o orum e o aiê, entre os orixás e os homens.

Exu é o dono do mercado, o seu guardião, por isso todo o comerciante e aqueles que lidam com venda devem agradar a Exu. As vendedoras de acarajé, por exemplo, oferecem sempre o primeiro bolinho a Exu, atirando-o à rua, não só para vender bem, mas também par afastar as perturbações, evitar assaltos etc., ou seja, para que Exu seja de facto um guardião e proteja o seu negócio.

É importante ressaltar que Exu não tem amigos nem inimigos. Exu protege sempre aqueles que o agradam e sabem retribuir os seus favores.

Exu foi a primeira forma dotada de existência individual. Não se sabe ao certo a sua região de origem em África, pois em todos os reinos se presta culto a Exu. Sabe-se, no entanto, que chegou a ser rei de Kêtu. Exu renasceu várias vezes e a sua história revela que é filho de Orunmilá ou de Oxum, dependendo do momento em que renasce.

Características dos filhos de Exu

Os filhos de Exu são alegres, sorridentes, estão sempre de bem com a vida, são ambiciosos, extrovertidos, espertos, inteligentes, atentos. Sabem como ninguém ser sociáveis e diplomáticos, pois conhecem o valor de uma boa amizade, fazem questão de manter o maior número possível de amigos.

Rapidamente, os filhos de Exu se tornam pessoas populares, amadas por uns, odiadas por outros. Extremamente dinâmicos, os filhos deste orixá não se desanimam nunca, mantêm sempre a certeza de que as coisas, mais cedo ou mais tarde, acabam por mudar a seu favor.

Pessoas com impressionante facilidade de comunicação, boa lábia, com charme conseguem tudo o que querem. Irónicas e perigosas, costumam manter uma vida sexual bastante agitada, sem pudores. São pessoas extremamente rápidas, que não pensam: fazem.

Os filhos de Exu possuem uma facilidade impressionante para entrar e sair de confusões, são do tipo que arma a bagunça, sai ileso e ainda se diverte com as consequências. Esquecem facilmente as ofensas, não guardam rancor, mas não perdem a oportunidade de se vingar. Gostam da rua, das festas e das conversas intermináveis, comportamento próprio de um orixá que é só alegria.

EXÚ QUE É CUTUADO EM AMAS E ANGOLAS SÃO CONSIDERADOS CATIÇOS POR SEREM EGUNS EVOLUIDOS QUE VEM A LINHA DE EXU E POMBA GIRA.

AXÉ A TODOS QUE TEMPO DE O TEMPO DE MUITA SABEDORIA A TODOS VOCÊS.

Data: 03/09/2013

De: Luiz de Onira

Assunto: So para notificar

O dono deste site é um jovem oborizado que esta tentando trazer temas polêmicos para juntos construirmos saberes. Logo e necessário a inclusão de ponto de vistas e colocações respeitosas como os maioria acima.

A junção de ideias do Wagner mesmo com costuras embrionárias, tem sim o seu valor e o tamanho de sua força de vontade de trocar informações.

Recebe aqui minhas considerações pelo esforço e meus agradecimentos as pontuais colocações dos irmãos de fé.

Data: 09/09/2013

De: Claudio - CEPJ

Assunto: Re:So para notificar

Concordo com Onira sobre a relevância destes artigos para a reflexão de nossos atos e processos dentro da casa de santo

Data: 29/08/2013

De: Franco

Assunto: Exu e exus

Na mesma postagem se fala dos exus como entidades, espíritos de pessoas outrora encarnadas, etc. E depois passe-se facilmente à "mitologia yorubá" sendo que, nesta, Exu é outríssima coisa.
Axé!

Data: 23/08/2013

De: mãe Kátia Regina d'Omulú e Iansã

Assunto: Exu tem chifre

Bastante interessante os “pontos de vista” publicado neste sitio e me sinto chamada e publicar o MEU ponto de vista, sem querer magoar, ofender ou mesmo me considerar dona de alguma verdade.
Exu tem chifre?
Quando entramos nos bazares de artigos religiosos a primeira coisa que chama a atenção são as imagens vermelhas com chifres, algumas até com o pé do bode e barbicha de bode. Sendo uma pessoa leiga a primeira pergunta será “o que são aquelas imagens?”, “porque os chifres?”, “porque o pé de bode?” “porque é vermelha?” a resposta normalmente vem dizendo: é exu, porque exu é assim mesmo, porque exu é diabo (quando os donos dos bazares são cristãos – católicos)
Não conheço o inicio dos processos ideológicos, porém muito há escrito em teses e livros, porém na minha visão, quando surgiu fabrica de imagens no Brasil, além dos santos católicos era necessário atender a nova religião nascida no país – Candomblé e Umbanda. Os cristãos-católicos artesãos, imbuídos de paradigmas sobre o diabo inseridos pelos jesuítas combinado as descrições dos candomblistas e umbandistas que exu precisava ter chifres e instrumentos fálicos para expressar o poder, passaram a fabricar figuras em barro ou gesso que até hoje conhecemos nas cangiras.
Exu tem chifre sim! Exu faz parte do panteão africano e na áfrica como em várias tradições antigas o chifre é símbolo de virilidade, poder, força. Afinal, quem não sabe que numa manada de antílope o “chefão” é o animal com os maiores chifres? O tamanho dos chifres indica o poder, a força, a virilidade do animal. Também vemos nas manadas de búfalos, de bovinos, caprinos.
Quanto aos “batuqueiros” dos terreiros, vemos a falta de conhecimento da origem dos pontos cantados, muitos deles, os pontos cantados, vindo de rituais diferentes e que não temos conhecimentos dos seus fundamentos e da energia desprendida para atingir o objetivo. Percebemos que os tocadores de atabaques ou tumbadeiras tem por si a necessidade apenas de tocar o instrumento e cantar sem compromisso com o processo incorporativo ou de fundamento dos templos que fazem parte e ou se aproximam numa atividade mais aberta ao público em geral. A falta de sacralidade e conhecimento sobre a importância da função e do poder emanado no exercício do toque, a maioria dos tocadores acabam por exprimir “pontos cantados” aleatoriamente até em alguns casos, contrários as vibrações originais do terreiro. Misturam pontos que energeticamente vibram em “demandas” em rituais de entrega das oferendas aos exus, por exemplo, assim como misturam pontos de quimbanda com umbanda e demais rituais de matrizes africanas.


Axé de paz e luz!
(paz sem ausencia de conflitos é estagnação;
luz é a expansão da connsciência.

Data: 13/10/2013

De: Regina Monteiro

Assunto: Re:Exu tem chifre

Muito bem colocado.
Gostei

Data: 23/08/2013

De: Deinha D´Oxum

Assunto: Concordo

Eu particularmente não gosto desses pontos que comparam Exú / PomboGira com Diabo/Satanás. Já ouvi falar que essas cantigas comparativas são sátiras pelo motivo de algumas pessoas discriminar os rituais Afro como sendo "coisa do Diabo". Mas mesmo assim não justifica igualar entidades tão queridas e justas, pois podem até se mostrar brincalhões mas na hora mostra que pau é pau e ferro é ferro. Axé para todos os irmãos e parabenizo por esta iniciativa. :)

Data: 23/08/2013

De: André

Assunto: Ponto de vista

O diabo nao existe!

A seculos passados na era do domínio da igreja católica existia para seu serviço um grupo de até entao chamados Pedreiros, que eram exatamente isso, pedreiros da igueja, eles construíam suas igrejas, residencias, muralhas e tudo o que fosse ordenado pelo Papa.
Certa vez esse grupo resolveu se unir, para exigir direitos da igreja, o que nao deu muito certo, e acabou terminando com enforcamentos e torturas.
Esse grupo indignado e forte por já possuir milhares de homens, rompeu com a igreja, trazendo a terra uma caçada interminável aos infiéis de Deus e seguidores de "Shaitan", o Satãn.
Surge entao a história de Lúcifer, o anjo caído, inventada pela igreja na tentativa de dizimar a irmandade, o que nao demorou muito para acontecer. Quando alguém acredita na pregação de um ser mais esperto/instruído, fica sega a verdadeira face da verdade, e acaba por cometer atrocidades em nome de tal crença. foi o que aconteceu, muitos camponeses, saíram a caça dos pedreiros da igreja, muitas mortes, muita guerra. Porem muitos soldados da igreja, acabaram aceitando a irmandade, assim como reinos inteiros.
O que é Lúcifer?
Lúcifer é apenas a contraparte, em Latin, de Prometheus – o Antigo Titan da Mitologia Grega. Lúcifer é a tradução, em Latim, da expressão “Phosphorus” (ou “Heosphoros”) que é um dos sinônimos de Prometheus.
Foi bem comum, na história da Santa Igreja, “demonizar” outros personagens de Mitologias que nada tinham a ver com as crenças Judaico-Cristãs.
Futuramente, o nome Lúcifer também foi utilizado em outros contextos, além da Mitologia Grega, mas nenhum deles da forma que o conhecemos hoje – como sinônimo de Satan.
Quem é Prometheus:
Prometheus foi o Titan que roubou o “Fogo dos Deuses” para dar aos homens. Quando foi pego pelos deuses, sua tortura foi cruel. Ele ficou acorrentado, em uma rocha, e todo dia vinha uma águia para comer o seu fígado. No dia seguinte, o fígado dele se recuperava, para que a águia voltasse a comê-lo novamente.
A princípio Prometheus pode até não parecer uma figura tão importante, já que muitos acham que esse é o único ponto importante de sua história, porém, algumas das lendas contam que ele teria sido o criador dos seres humanos, e por isso essa “afinidade” que o teria levado a tomar tal atitude em favor da humanidade.
Essa ceita foi chamada de Maçonaria.
Acreditar que “Maçonaria é Satânica” por causa de simples citações é uma grande falta de conhecimento. Primeiro porque Satanismo não é ADORAÇÃO AO DEMÔNIO e, Segundo, porque Lúcifer NÃO É UM DEMÔNIO.

onde eu quiz chegar é o seguinte,
A verdade é que alguns grupos não admitem nada que não esteja de acordo com os seus princípios dogmáticos e consideram tudo como Demoníaco. É um grande exemplo da intolerância e da falta de respeito e compaixão que estes mesmos pregam em suas religiões (sejam elas quais forem).
Exu não é o Satãn, nem é mau. Se as pessoas caracterizam Exu como Diabo, nao é por causa de um ou outro ponto cantado, e sim por pura intolerância e falta de conhecimento. tendemos a negar o desconhecido, até que verdadeiramente o conhecermos.
por que Exu esta associado ao diabo? nao sei, acredito ser porque ele é a representação espiritual do homem, ou seja, representa a força, a sensualidade, a firmeza e confiança, etc. está preso ao materialismo e a vida terrena, preso ao ser humano, por necessidade talvez, ou por vontade própria, quem sabe?!! nao sei se foi associado a lúcifer por uma força maior devido as tais semelhanças e principalmente em querer ajudar o homem, ou por pura intolerância comparando-o ao diabo.

Não pretendo suspender pontos tao antigos por citarem uma ou outra palavra que desagrade qualquer um que não conheça essa religião. se eu fizer isso, estarei sendo tao medíocre quanto eles.

Apenas mostrando MEU ponto de vista, perdoe as colocações e erros, nao sou muito bom nisso. Axé irmão

uma referencia do conteúdo sobre maçonaria:
https://maconariaesatanismo.com.br/maconaria

Data: 03/09/2013

De: Luiz de Onira

Assunto: Re:Ponto de vista

parabéns pela construção textual com tanta propriedade

1 | 2 >>

Novo comentário